Dicas de consumo do café!

O café é uma das bebidas mais conhecidas e amadas. Na verdade são poucas as pessoas que nunca apostaram em tomar um cafezinho.
  Ele é consumido durante o café da manhã, depois do almoço, em reuniões de trabalho ou nos intervalos durante a pausa no trabalho ou estudos. O cafezinho é sempre uma boa desculpa para reunir as pessoas.
  A planta é originária da Etiópia e foi a Arábia a responsável pela propagação da cultura do café. Existem muitas lendas acerca do consumo do café, como a que conta que um pastor observava suas cabras e notou que elas ficavam alegres, saltitantes e que conseguiam caminhar por vários quilômetros sempre que mastigavam os frutinhos amarelo-avermelhado. O pastor comentou o fato na cidade e um monge decidiu experimentá-lo sob a forma de infusão. Percebeu que após o consumo da bebida, resistia ao sono enquanto orava ou quando realizava horas de leitura. Esta descoberta se espalhou rapidamente entre os monastérios que criaram uma demanda pela bebida.
  Hoje, o Brasil é o maior produtor mundial e o brasileiro é o segundo maior consumidor de café do mundo, só em São Paulo são servidas cerca de 300 milhões de xícaras de café por ano. Não se trata apenas de quantidade, mas também de qualidade. Com o crescimento das cafeterias de luxo no país, beber café tornou-se mais do que um simples hábito rotineiro, transformou-se num ritual.
  A lista de variações na preparação do café é extensa e também muda muito de uma cultura para a outra. Café expresso, café com leite, carioca, curto, cappuccino, cappuccino italiano, pingado, mocha, macchiato, café com chantilly, entre outros.
  Os efeitos do café são provenientes da cafeína, uma xantina que também é encontrada em várias outras plantas como cacau, folhas do chá, frutos do guaraná e noz de cola. Por isso, encontramos cafeína no chá verde, chá mate, cacau (chocolate), refrigerantes à base de cola ou guaraná e até adicionada em alguns remédios.
 

A cafeína está relacionada ao:

 
  • Aumento do estado de alerta e atenção, devido ao estímulo do sistema nervoso central.
  • Estímulo do músculo cardíaco
  • Diminuição do sono
  • Ação antioxidante
  • Contém vitaminas do complexo B

As recomendações diárias de consumo de cafeína são de 150 - 300 mg por dia, que representa cerca de 3 a 5 doses (xícaras) diárias de café.
  Quando aliado a um hábito de vida saudável, dieta equilibrada e prática de atividade física, o consumo de café não representa risco nenhum para a saúde, mas é sempre aconselhável atentar-se aos excessos.
  Fique atento: uma dica para os amantes de café é toma-lo duas horas antes ou duas horas depois do almoço, pois o café possui fatores antinutricionais que prejudicam a absorção do ferro, ou seja, se tomado em grandes quantidades, pode levar à anemia.

O excesso de cafeína pode gerar:

  • Quadros de insônia
  • Agitação mental
  • Aumento do volume da urina
  • Náuseas
  • Dores de cabeça
  • Dores no estômago
  • Diminuição da densidade óssea (indutor da osteoporose).

Gestação e a cafeína:

Para as mamães que tem hábito de tomar um cafezinho, devem ficar atentas! O consumo da cafeína não pode ultrapassar mais de 150 mg por dia, sendo 1 ou 2 xícaras de café por dia. Em alguns casos pode ser recomendada a interrupção da cafeína na alimentação, é importante procurar orientação médica e nutricional para saber as necessidades individuais.
  Alguns estudos demonstram uma associação entre a cafeína e gestação e seus efeitos não desejáveis para o bebê. E o consumo de cafeína entre 200 a 400 mg por dia pode estar associado a uma diminuição do baixo peso do recém nascido e a prematuridade.
 

Cafeína e atividade física:

O consumo de cafeína durante a atividade física representa efeito positivo principalmente devido ao seu possível efeito ergogênico (melhora da performance), ou seja, ela auxilia na melhora do desempenho físico e da força mental durante a atividade física.
Segundo pesquisas, a cafeína é mais efetiva em exercícios aeróbios (corrida, futebol, ciclismo), pois em exercícios anaeróbios (musculação, saltos) o efeito ainda é controverso.
  É sempre bom lembrar que se você é gestante ou para as pessoas que praticam atividade física devem consultar um nutricionista para receber orientações adequadas sobre o consumo de café ou produtos que contenham cafeína.

Vamos tomar um cafezinho?

    Publicado em 03/12/21